Tempo de leitura: 2 minutos (421 palavras)
Destacado 

A Psicologia Perinatal e Sua Importância para o Vínculo Saudável Entre Mãe-Bebê

psicologia-perinatal-vinculo-mae-bebe

A Maternidade tem sido vista por um conjunto de aspectos de transformações físicas e biológicas, tendo apenas a classe médica como cuidadora do pré-natal até o nascimento do bebê. Com isso nega-se um dos principais aspectos do Ser humano, o psicológico. É necessário um acompanhamento psicológico para o desenvolvimento de um vínculo saudável entre a gestante e o bebê, de forma a evitar ansiedades, frustrações e trazer à tona uma experiência ainda mais enriquecedora. Assim se dá a importância do profissional de Psicologia no acompanhamento natal.

A Psicologia Perinatal surge para promover orientações de como administrar situações adversas para promover uma saúde materno-infantil. Entretanto, essa não é a única tarefa dessa área da Psicologia.

São diversos medos e temores enfrentados durante a gravidez. Pode ser um parto prematuro ou traumático; dificuldades durante a amamentação ou de criar vínculo com o bebê.

Essas dificuldades podem ser enfrentadas de forma mais serena com a ajuda de um Psicólogo Perinatal, que propõe estratégias para elaborar as ansiedades que estão sendo experimentadas, oferece ajustamentos criativos para alguns problemas que tenham sido apresentados. A Psicologia Perinatal, é uma forma de preservar a saúde mental da mãe, reduzindo suas ansiedades, apoiando-a e assim melhorando a sua qualidade de vida.

Essa área da Psicologia também inclui a participação da família. Que também são personagens ativos no processo de ajudar a mãe em sua gravidez e no seu desenvolvimento saudável. A Psicologia Perinatal oferece um apoio completo, começando de antes da concepção, indo para o apoio durante a gravidez, apoio após o parto (para eventuais traumas e perdas de vínculo com o bebê) e apoio à família.

A mãe é instruída a se relacionar com seu filho com afeto, de forma a fortalecer o vínculo entre mãe-bebê. Também é ensinado a identificar "faltas" que ocorreram na infância dos cuidadores que possam vir a atrapalhar nesse vínculo. Como diz Laura Gutman, uma terapeuta especializada em maternidade: 

Quando adultos têm dificuldades para oferecer à criança o que ela pede, cabe a nós revisar nosso próprio desamparo infantil, ao invés de culpar a criança.

Laura Gutman

A Psicologia Perinatal sugere soluções em todas as etapas do "puerpério" (gravidez), visando sempre o bem-estar e equilíbrio materno e do filho. Seu grande objetivo é a criação de um vínculo que promova uma relação saudável entre mãe e bebê.

Referências:

A Mente é Maravilhosa. Psicologia Perinatal: A importância de construir um vínculo saudável com o bebê. Disponível em: <https://amenteemaravilhosa.com.br/psicologia-perinatal/> Acesso em: 01 de Outubro de 2018

GUTMAN, Laura. A maternidade e o encontro com a própria sombra.

0
Uma Introdução aos Testes Psicológicos
A Ilusão de que Você é Multitarefas Pode Aumentar ...

Textos Relacionados

 

Comentários (0)

Nenhum comentário foi feito ainda, seja o primeiro!

Deixar seu comentário

  1. Postando o comentário como visitante. Cadastre-se ou faça login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Share Your Location
Digite o texto apresentado na imagem abaixo. Não consegue ver?

Relacionados

Fique por Dentro

Junte-se aos leitores inteligentes que recebem nossas novidades direto no e-mail:

Textos de Psicologia em Destaque:

Portal Psicologia