Tempo de leitura: 3 minutos (507 palavras)
Destacado 

A Sensação e a Percepção

sensacao-e-percepcao-psicologia-geral

A sensação e a percepção são dois processos que se correlacionam para nos auxiliar a experienciar e interpretar o mundo. Apesar de serem processos diferentes possuem muitas semelhanças e compartilham objetivos em comum, ambas têm a finalidade de garantir o bem-estar do sujeito a partir de sua adaptação ao meio.

De forma sintética o ser humano apreende o seu ambiente a partir da sua sensação – o que não se limita aos cinco sentidos, como iremos falar posteriormente – e dota de significado as suas sensações a partir de uma interpretação, o que é chamado de percepção.

Já é conhecido que cada ser humano tem a sua própria percepção de mundo e o sente de uma forma, porém, como isso acontece? Vamos ilustrar com um exemplo:

Olhe as seguintes palavras:

AMÁSSEMOS

AMASSEMOS

Você pode ter percebido as duas palavras como iguais, ao não notar o acento que muda o seu significado do verbo amar para o verbo amassar. Ou seja, o acento muda a sua percepção desde que isso passe pelos seus sentidos – sensação -.

Então a sua forma de sentir e perceber está relacionada às suas experiências passadas de aprendizagem, se você teve contato anteriormente com o acento pode ter percebido; se não tivesse contato anteriormente as palavras teriam o mesmo significado.

A sensação, por si só, significa o processo de experimentar o mundo através dos sentidos, o que é provido pelos órgãos sensoriais. Os órgãos sensoriais, por sua vez, captam estímulos de qualquer classe. Ou seja, sensação é o ato de receber estímulos do ambiente.

Já a percepção consiste no processo de dotar de significado uma determinada experiência. Percepção então passa a ser o ato de interpretar os estímulos que nos foi agregado através dos órgãos sensoriais.

Cada sujeito percebe um determinado estímulo de acordo com suas narrativas históricas onde o mesmo estímulo estava presente em maior ou menor grau. Por exemplo, o relâmpago pode ser assustador para alguns e não representar nada para outros. Isso se deve a aprendizagem que se deu a partir de experiências passadas.

A sensação está bem arraigada no biológico, na apreensão pelos órgãos sensoriais que captam o estímulo e os traz ao nosso organismo. Porém, a percepção está completamente relacionada ao psicológico; por envolver experiências passadas e a relação do sujeito com determinados estímulos.

As abordagens humanistas trabalham muito com a percepção do indivíduo sobre um determinado evento. Para o humanismo a mudança de significado de uma experiência pode potencializar o sujeito e entregar de volta a sua autonomia, e isso se dá através da percepção por um novo olhar e por meio de técnicas que envolvem revisitar os mesmos eventos que geraram os sintomas.

A sensação e percepção são processos que caminham juntos e são extremamente importantes para a constituição do sujeito, assim como para a sua sobrevivência em seu ambiente. A importância do seu estudo se deve aos impactos positivos da "ressignificação" evidenciado por meio de inúmeras pesquisas, hoje uma ferramenta única em psicoterapia. 

Referência:

MYERS, David. Introdução à Psicologia Geral. Rio de Janeiro: LTC, 1999.

5
Algumas Curiosidades Sobre a Análise de Expressões
O Narcisismo em Psicanálise

Textos Relacionados

 

Comentários (0)

Nenhum comentário foi feito ainda, seja o primeiro!

Deixar seu comentário

  1. Postando o comentário como visitante. Cadastre-se ou faça login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Share Your Location
Digite o texto apresentado na imagem abaixo. Não consegue ver?

Fique por Dentro

Junte-se aos leitores inteligentes que recebem nossas novidades direto no e-mail:

Textos de Psicologia em Destaque:

Portal Psicologia