Tempo de leitura: 6 minutos (1135 palavras)

As Contribuições da Análise do Comportamento para a Formação de Professores

as-contribuicoes-da-analise-do-comportamento-para-a-formacao-de-professores

A análise do comportamento, enquanto ciência que se propõe a estudar o comportamento humano (Skinner,1953/1970), apresenta arcabouço teórico que possibilita a aplicabilidade de seus princípios em diversas áreas de atuação, dentre elas, a Educação. É sabido que um dos principais atores do processo educacional, sendo ele no ensino básico, fundamental, médio ou superior, são os professores, figuras decisivas para a articulação de um contexto que possibilite o sucesso escolar dos alunos. Dessa forma, reconhece-se a necessidade de se possibilitar uma formação abrangente e completa de tais, incluindo o ensino dos princípios básicos sobre o comportamento humano.

Segundo Pereira, Marinotti, Luna (2004), um dos grandes agravantes da crise educacional está presente no desgaste da relação professor-aluno, influenciado principalmente pela escassez de fatores motivacionais, despersonalização e desindividualização do ensino, aspectos burocráticos, bem como também uma falha formação, tanto com relação à disciplina que leciona quanto aos processos de ensino e aprendizagem. A Análise do comportamento pode viabilizar a resolução desses impasses, já que fornece aos professores uma tecnologia de ensino eficaz, direcionado e mensurável, assumindo ainda que o aporte prático e teórico dessa abordagem possibilita a modificação de comportamento e treino de habilidades, compactuando com os objetivos da Educação (Beffa & Pacca, 2016).

De acordo com essa ciência, o papel do professor está relacionado com o processo comportamental complexo que é ensinar (Henklain & Carmo, 2013). Tal processo implica o planejamento de contingências educativas a partir do estabelecimento de objetivos de ensino, que envolvam o registro e observações dos repertórios iniciais dos alunos para, a partir daí, definir os objetivos de ensino de acordo com os comportamentos já presentes, obedecendo também ao ritmo de cada aluno (Rodrigues, 2012). Logo, esse repertório profissional do professor é um dos alvos da formação em análise do comportamento.

Ainda de acordo com esse autor, para atuar a partir dessa abordagem, o preparo desses profissionais devem incluir elementos da filosofia, o behaviorismo radical, princípios básicos da análise do comportamento, métodos de pesquisa nessa abordagem e formação para o ensino. Tais aspectos formativos envolve a compreensão da visão dessa pespectiva teórica sobre a dignidade humana, concepção de homem, os eventos privados, bem como também sobre o comportamento operante, reforço positivo e negativo, etc.

Esses propósitos formativos devem promover subsídios para a atuação de professores pautada em alguns elementos, dentre eles, a provisão de consequências reforçadoras positivas aos comportamentos apresentados pelos alunos (Pereira, Marinotti & Luna, 2004). Considerando que a aprendizagem pode ocorrer através de procedimentos de modelagem, o processo deve ser divido em passos cujo nível de dificuldade vai progredindo gradativamente, partindo do repertório que o sujeito já possui, e no qual a apresentação de reforçadores seja contingente e contíngua aos comportamentos-objetivo. Para isso, ao investigar sobre o repertório comportamental dos alunos, é importante também avaliar quais itens podem ser utilizados enquanto consequências reforçadoras.

Henklain e Carmo (2013) apontam a necessidade de se atentar à utilização de reforçadores artificiais no contexto escolar. Uma estrelinha ou um prêmio podem ser estímulos reforçadores bastante controladores em momentos iniciais de treino, mas não podem ser utilizados durante todo o processo de aprendizagem. Deve-se realizar uma transição de controladores do comportamento objetivo para reforçadores naturais, tais como aprovação social ou indicadores de progresso. De acordo com Pereira, Marinotti & Luna (2004), essa transição pode ser possível através do envolvimento do aluno na sua avaliação de desempenho.

Além disso, considerando que a educação formal não se restringe ao ambiente escolar, o professor deve fornecer condições para a manutenção e generalização dos comportamentos aprendidos (Rodrigues, 2012).

Também, é importante que professores com formação em base na análise do comportamento conheça sobre o controle aversivo para evitar ao máximo a sua utilização. A proposta skinneriana de educação é pautada no planejamento e manejo de contingências de reforçamento positivo (Beffa & Pacca, 2016), e essa visão se deve principalmente pela quantidade de efeitos colaterais negativos que a utilização de controle aversivo pode apresentar.

Pereira, Marinotti & Luna (2004) apontam os principais efeitos colaterais aplicados ao contexto escolar: Engajamento respostas de esquiva e fuga, quando os professores evitam dar notas baixas para não necessitar fazer mais trabalhos; Geração de reações emocionais, tais como ansiedade, desamparo e frustração tanto por parte de professores quanto de alunos; e produz a diminuição da apresentação de comportamentos punidos, porém não ensina como deve ser o comportamento, como o aluno inquieto que é constantemente punido por isso pode até ficar quieto, mas não saberá o que deve fazer para melhorar o seu desempenho.

Associado a esses aspectos, os passos imprescindíveis para a atuação dos professores no sistema de ensino, o modelo analítico-comportamental indica que, além da definição de objetivos educacionais a partir do repertório apresentados pelos alunos, é relevante ressaltar o alinhamento dos conteúdos a esses objetivos e descrever quais procedimentos deverão ser realizados para que os mesmos sejam postos em prática. Ainda mais, os professores podem incluir jogos, softwares e etc como recursos metodológicos (Rodrigues, 2012), o que acaba por subverter a visão conteudista tão apregoada nas propostas educativas difundidas no país.

Por fim, pode-se concluir que a prática educativa pautada na visão skinneriana enfatiza o replanejamento e acompanhamento. Observa-se que, como ressalva Pereira, Marinotti & Luna (2004), as mesmas possuem maior viabilidade de serem aplicadas por professores em turmas pequenas, chegando o mais próximo possível do acompanhamento individual. Entretanto, reconhece-se que na realidade brasileira, a escassez de recursos e a presença de grandes contingentes de alunos por sala acabam que inviabilizando essa forma de atuação assim como foi planejada. Todavia, a aproximação desse modelo já pode trazer assegurados benefícios para a relação professor-aluno, bem como também para o enriquecimento do processo de ensino-aprendizagem.

Referências:

PEREIRA, M. E. M., MARINOTTI, M., LUNA, S. V. O compromisso do professor com a aprendizagem do aluno: contribuições da análise do comportamento. In: HÜBNER, M. M. C., MARINOTTI, M. (Org.). Análise do comportamento para a educação: contribuições recentes. Santo André: Esetec, 2004. p. 11-32.

HENKLAIN, M. H. O., CARMO, J. S. Contribuições da Análise do Comportamento à Educação: um convite ao diálogo. Cadernos de Pesquisa, v.43, n.149, p.704-723, 2013.

BEFFA, M. F., PACCA, F. C. A educação sob a perspectiva da análise do comportamento: a relação da avaliação do desempenho de estudantes e a percepção dos professores para a análise do comportamento enquanto ferramenta de planejamento de ensino. In: LUZIA, J. C., FILGUEIRAS, G. B., GALLO, A. E., GAMBA, J . Psicologia e Análise do Comportamento: Saúde, Educação e Processos Básicos. Londrina : Universidade Estadual de Londrina, 2016. Cap. 6, p. 57-72.

RODRIGUES, M. E. Behaviorismo Radical, Análise do Comportamento e Educação: o que precisa ser conhecido? In: CARMO, J. S., RIBEIRO, M. J. F. X. Contribuições da análise do comportamento à prática educacional. 1a ed. Santo André, São Paulo: ESETec Editores Associados, 2012. Cap. 2, p. 37-71.

SKINNER, B. F. Ciência e Comportamento Humano. Brasília: Ed. UnB/ FUNBEC, (1953), 1970.

0
Introdução Sobre a Influência Social Segundo a Teo...
Você Sabe o Que é a Síndrome de Alienação Parental...

Textos Relacionados

 

Comentários (0)

Nenhum comentário foi feito ainda, seja o primeiro!

Deixar seu comentário

  1. Postando o comentário como visitante. Cadastre-se ou faça login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Share Your Location
Digite o texto apresentado na imagem abaixo. Não consegue ver?

Textos de Psicologia em Destaque:

Sugestões de Leitura

Artigos
Muito se discute acerca da função do rap na sociedade, parte da sociedade associa com a criminalidade da periferia, violência, uso de drogas, tráfico, prostituição, dentre outros fenômenos sociais de ...
Notícias
Em um experimento incomum, pesquisadores da Universidade James Cook, na Austrália, descobriram que, entre as pessoas que vivem nas Ilhas do Estreito de Torres, a quantidade de peixes e alimentos proce...
Portal Psicologia