O Narcisismo em Psicanálise

O Narcisismo é muito estudado em psicanálise como uma forma do sujeito participar de seu contexto tanto como uma forma criativa quanto patológica. O conceito foi proposto e desenvolvido desde Freud. O objetivo do presente texto é revitalizar o conceito de Narcisismo a partir do viés psicanalítico e demonstrar suas formas de funcionamento. Narcisism...
Continuar lendo
1
  587 Acessos
  0 comentários
587 Acessos
0 comentários

A Meditação à Luz da Ciência Psicológica

Pode-se definir meditação como uma prática que engloba um conjunto de técnicas que buscam treinar a focalização da atenção (Shapiro, 1981). Por essa razão, pode ser chamada de processo auto-regulatório da atenção, em que através da prática é desenvolvido o controle dos processos atencionais (Davidson & Goleman, 1977; Goleman & Schwartz, 197...
Continuar lendo
2
  982 Acessos
  0 comentários
982 Acessos
0 comentários

A Lógica Psiquiátrica Atrelada à Reforma Sanitarista no Brasil: Uma Discussão Histórica Sobre Seus Impactos Sociais

Desde a época do império a saúde mental já possu ía especial atenção no contexto brasileiro; isto porque, com a chegada da família real ao B rasil, as pessoas portadoras de algum tipo de doença mental que fosse oriunda de f amílias tradicionais e ricas da sociedade carioca eram tratadas em espécies de as ilos ou as intituladas Casas de Misericórdia...
Continuar lendo
1
  566 Acessos
  0 comentários
566 Acessos
0 comentários

O Que é Psicopatologia?

Psicopatologia é um termo que se refere tanto ao estudo dos estados mentais patológicos , quanto à manifestação de comportamentos e experiências que podem indicar um estado mental ou psicológico anormal (que dissocie da realidade lógica vivenciada pelos demais sujeitos) . Sendo assim, existem três tipos de fenômenos estudados pela psicopatologia: F...
Continuar lendo
2
  1922 Acessos
  0 comentários
1922 Acessos
0 comentários

O Acompanhamento Terapêutico na Escola

O Acompanhamento Terapêutico na Escola

As atribuições da psicologia no âmbito escolar não se restringem às questões que envolvem a deficiência mental ou qualquer outro tipo de estigma. É um ir além relacionado ao trabalho preventivo e a saúde mental, com a responsabilidade de tornar a escola um espaço não-neurotizante (FONSECA, 1995).

Na escola, as propostas relativas ao papel do Acompanhante Terapêutico e suas implicações devem ser explorado sob um aspecto da análise skinneriana de ensino. Esta se dá através do arranjo planejado de contingências, o planejamento das condições adequadas para aprendizagem sob a forma de contingências de reforçamento positivo, que possibilitem ao aluno uma aprendizagem produtiva e prazerosa, priorizando consequências naturais, sem os inconvenientes das práticas aversivas (Zanotto, 2000).

Continuar lendo
3
  1685 Acessos
  0 comentários
1685 Acessos
0 comentários

Fique por Dentro

Junte-se aos leitores inteligentes que recebem nossas novidades direto no e-mail:

Textos de Psicologia em Destaque:

Portal Psicologia