Dicionário Psi

Aqui você encontra as definições dos termos mais comumente usados em Psicologia.

Egocentrismo

É a tendência do indivíduo em pensar somente do seu ponto de vista. É uma inabilidade de se colocar no papel de outra pessoa. Empregado à teoria piagetiana, refere-se ao período de 6 a 7 anos do desenvolvimento infantil em que a fala da criança é voltada para si mesmo (FONZAR, 1986). 

Egotismo

É um conceito Gestáltico, porém observado em diversas terapias. É um processo de “hipertrofia” do ego, no qual o cliente se interessa muito por si mesmo e por seus problemas. Promove o desenvolvimento do senso de responsabilidade, autonomia e auto-suficiência do indivíduo. A terapia é terminada quando esses recursos provisórios voltam a ser acessórios.

Elaboração Onírica

O trabalho que transforma os pensamentos latentes e conteúdo latentes (inconscientes) em conteúdo manifesto e consciente, impondo-lhes uma distorção que os torna inacessíveis ao sonhador.

Elaboração Secundária

consiste numa modificação do sonho a fim de que ele apareça sob a forma de uma história coerente e compreensível. A finalidade da elaboração secundária é fazer com que o sonho perca sua aparência de absurdidade, aproximando-o do pensamento diurno.

Embotamento Afetivo

É distúrbio afetivo que tem características parecidas com a indiferença afetiva que além de diminuir a expressividade comportamental e subjetiva das emoções também acarreta na perda de iniciativa e redução da reatividade.

Empatia

Identificação daquilo que se passa no outro sem esquecer-se de si mesmo. Para Carl Rogers consiste em captar, com a maior exatidão possível, as referências internas e os componentes emocionais de outra pessoa e compreendê-los como se fosse outra pessoa.

Empirismo

Concepção que defende que o conhecimento é fundado somente a partir das experiências sensitivas. O que é defendido pelo empirismo se opõe à concepção de que o conhecimento provém de princípios inatos que são ideias defendidas pelo racionalismo. Os defensores do empirismo creem que as ideias se compõem entre si para forma ideias mais gerais e complexas graças à associação. A psicologia associacionista será desenvolvida por David Hume. No behaviorismo a presença da concepção empirista é predominante.

Ensaio Comportamental

Procedimentos utilizados para estabelecer e fortalecer habilidades básicas; de forma utilizada em programas de treinamento de habilidades sociais, exige que o cliente ensaie uma sequência de comportamentos desejáveis mentalmente.

Entrevista de Desligamento

É a entrevista opcional feita com o funcionário que foi recentemente demitido. Seu objetivo vai além de procurar problemas ou culpados referentes à demissão. Nela se procuram entender e identificar as causas que motivaram a demissão como também receber as contribuições dos funcionários em relação a algo que eles gostariam de ter ou modificar na empresa e que não tiveram oportunidade de manifestar anteriormente. Visa principalmente procurar oportunidades que sejam boas tanto para empresa como para ex-funcionário. Devendo obedecer um caráter confidencial, esta entrevista entrevista poderá ser útil ao definir a possível recomendação do colaborador para outros empregos (MARQUES, 2017).

Entrevista Motivacional

Foi desenvolvida por Willian Muller e colaboradores, e postula que a motivação dos indivíduos para uma mudança de comportamento pode ser alterada através de estratégias específicas. A técnica de entrevista motivacional constitui-se de um estilo que evita o confronto direto e promove o questionamento e o aconselhamento, visando a estimular a mudança de comportamento. Ela prioriza a autonomia do indivíduo em tomar decisões.

Epistemologia

Do grego epistemo (conhecimento) e logia  (estudo), pode ser definida como uma reflexão sobre os princípios fundamentais das ciências (ABREU, OLIVEIRA, CARVALHO, MARTINS, GALLO e REIS, 2010), referindo-se ao estudo do conhecimento. Procura a origem, a estrutura, os métodos e a validade do conhecimento. 

Epistemologia Genética

Termo usado por Piaget (1896 – 1980) para designar a teoria do conhecimento com base no estudo da gênese psicológica do pensamento humano, que procura distinguir as raízes das diversas variedades de conhecimento a partir de suas formas mais elementares, e acompanhar seu desenvolvimento nos níveis subsequentes até, inclusive, o pensamento científico.

Equilibração

Terminologia usada por Piaget para se referir a tendência inata do ser humano de auto-regulação, determinando a mudança da assimilação para a acomodação. Ou seja, uma necessidade constante de organização das estruturas cognitivas em um sistema coerente para possibilitar a adaptação à realidade (TERRA, 2006). 

Equilibração Majorante

Segundo Piaget, é um mecanismo do desenvolvimento do organismo que faz com que haja uma complexidade crescente do conhecimento. Trabalha na perspectiva de não considerar apenas a formação de equilíbrios novos, mas também equilíbrios qualitativamente diferentes e consequentemente mais complexos (PIAGET, 1977)

Escotoma

Na psicoterapia gestáltica, é mais conhecido como ponto cego, ou seja, quando as pessoas não vêm o que não querem ver, não escutam o que não querem escutar, não sentem o que não querem sentir. Este é um mecanismo de fuga, resistência ou mecanismo de evitação de contato. Essa evitação ocorre quando temos em posse objetos com catexias negativas, os quais queremos aniquilar. 

Procurar no Dicionário:

Buscar termos do glossário (expressão regular permitida)
Portal Psicologia