Tempo de leitura: 4 minutos (703 palavras)

A Ilusão de que Você é Multitarefas Pode Aumentar Seu Desempenho, Afirma Estudo

mulher-multitarefa-psicologia

Nossa capacidade de fazer as coisas com qualidade sofre quando tentamos concluir várias tarefas de uma só vez, mas uma série de experimentos sugere que o fato de acreditar que somos multitarefas pode impulsionar nosso desempenho, tornando-nos mais engajados nas tarefas que temos em mãos. "A multitarefa é, muitas vezes, uma questão de percepção ou pode até ser considerada uma ilusão", explica a pesquisadora Shalena  Srna , da Escola de Negócios Stephen M. Ross, da Universidade de Michigan.

As evidências sugerem que os humanos são realmente incapazes de prestar atenção a várias tarefas ao mesmo tempo - podemos pensar que somos multitarefas, mas na verdade estamos alternando entre as tarefas.

A nossa percepção de multitarefa é flexível. Podemos perceber que sentar em uma reunião é uma tarefa única, diz Srna, mas podemos estar envolvidos em duas tarefas: ouvir a pessoa falando e tomando notas. Quando estamos comprando roupas, podemos vê-las como as melhores ofertas, ou podemos vê-las navegando simultaneamente nas prateleiras de roupas e comparando os preços dos concorrentes.

Em um estudo baseado em laboratório, 162 participantes assistiram e transcreveram um vídeo educacional do Animal Planet . Metade dos participantes acreditava que eles completariam duas tarefas, uma tarefa de aprendizado e uma tarefa de transcrição.

Enquanto isso, a outra metade acreditava que estaria concluindo uma única tarefa, testando suas habilidades de aprendizado e escrita. 

Em outras palavras, os dois grupos completaram exatamente as mesmas atividades, a única diferença foi a crença sobre quantas tarefas estavam sendo concluídas de uma só vez.

Os resultados foram reveladores: os participantes que acreditavam ser multitarefa transcreveram mais palavras por segundo, também escreveram um número maior de palavras com precisão e pontuaram melhor em um teste de compreensão

Os pesquisadores observaram um padrão semelhante de resultados em um estudo de anotações on-line: os participantes que acreditavam ser multitarefa obtiveram notas de maior qualidade com mais palavras do que aqueles que acreditavam ser monopolistas (que só poderiam executar uma tarefa por vez).

Em outro estudo on-line, os pesquisadores investigaram se uma manipulação mais sutil influenciaria as percepções de multitarefa. Todos os participantes completaram dois quebra-cabeças de palavras apresentados na tela ao mesmo tempo. Alguns viram quebra-cabeças que supostamente faziam parte do mesmo estudo e foram exibidos contra o mesmo fundo; outros viram quebra-cabeças que supostamente faziam parte de dois estudos diferentes e eram exibidos contra diferentes cores de fundo separadas por uma linha vertical.

Como esperado, os participantes que viram os enigmas como parte de diferentes estudos classificaram a atividade mais como multitarefa do que aqueles que acreditavam estar concluindo tarefas para um único estudo. Mais uma vez, os que se acreditam multitarefas enviaram mais palavras por segundo e mais palavras corretas em comparação com seus pares de tarefa única. 

Esses resultados foram replicados em 30 experimentos nos quais os participantes receberam recompensas monetárias com base em seu desempenho.

Mas por que perceber uma atividade como multitarefa melhora o desempenho? 

Srna e seus colegas levantaram a hipótese de que isso pode se resumir ao engajamento dos participantes nas tarefas. 

Para testar isso, os pesquisadores conduziram uma versão baseada em laboratório do estudo de quebra-cabeças, usando tecnologia de rastreamento ocular para medir a dilatação de pupila dos participantes enquanto eles trabalhavam. Não apenas os participantes na condição multitarefa apresentaram um número maior de palavras corretas, eles também mostraram maior dilatação média da pupila durante a atividade, sugerindo que eles estavam exercendo mais esforço mental para permanecerem engajados. Embora os que se acreditavam multitarefas mudassem mais frequentemente entre os quebra-cabeças, isso não parecia prejudicar seu desempenho.

Para ser claro, essas descobertas não sugerem que todos nós devemos começar a nos crer multitarefas para melhorar nosso desempenho. Em vez disso, a pesquisa indica que, para uma determinada atividade, é a crença de que somos multitarefas que podem influenciar o nosso desempenho.


"Na sociedade de hoje, estamos constantemente sentindo que estamos lidando com diferentes atividades para atender às demandas do nosso tempo, tanto no trabalho quanto em casa. Então, parece que a multitarefa está em toda parte. Descobrimos que a multitarefa é muitas vezes uma questão de percepção que ajuda, em vez de prejudicar, engajamento e desempenho. Assim, quando nos envolvemos em uma determinada atividade, construí-la como multitarefa poderia nos ajudar".

Shalena Srna

Referência:

SRNA, Shalena. The Illusion of Multitasking Boosts Performance. 2018. Disponível em: <https://www.psychologicalscience.org/news/releases/the-illusion-of-multitasking-boosts-performance.html> Acesso em: 04 de Dezembro de 2018.

0
A Psicologia Perinatal e Sua Importância para o Ví...
Por Que Narcisistas Costumam Causar uma Primeira I...

Textos Relacionados

Textos de Psicologia em Destaque:

Portal Psicologia